Participe dessa imersão no mundo da motovelocidade que preparamos pra você

Praticado com motos comuns e que, em sua maioria, possuem alterações mecânicas, a motovelocidade hoje é dividida em categorias de acordo com a história do esporte.

As disputas de motovelocidade tiveram início em 1949, com cinco categorias. Em 1997 a regra mudou e passou para apenas três. Se somarmos, ao total existem cerca de 112 campeões mundiais apenas! A maior parte da Itália, Espanha e Reino Unido.

No Brasil existem grandes campeonatos. O Campeonato Brasileiro de Motovelocidade e as 500 Milhas de Interlagos.

A 500 Milhas de Interlagos teve sua primeira etapa em 1970 e, nas edições seguintes, alcançou sucesso internacional. Hoje é uma das mais tradicionais da história do esporte.

motovelocidade

Conheça grandes nomes da história da motovelocidade a seguir

Giacomo Agostini – Itália

Com uma carreira que conta com 15 títulos, o italiano Giacomo Agostini é o maior campeão de motovelocidade da história.

Em sua trajetória, Agostini venceu 8 campeonatos na MotoGP/500cc e 7 na 350cc. Em números, sua carreira de 17 anos contou com 194 corridas, 122 vitórias e 159 pódios.

Hoje, aos 76 anos, administra a fortuna que fez durante os anos de velocidade.

Valentino Rossi – Itália

Com apenas 40 anos, o italiano Valentino Rossi foi 9 vezes campeão mundial e ainda está na ativa!

Seu primeiro título foi conquistado de 1997, pela Moto3/125cc, o segundo em 1999 pela  Moto2/250cc e o terceiro (primeiro título na MotoGP/500cc) em 2001.

Além dos títulos mundiais, Rossi terminou em segundo lugar nos anos de 1998, 2000, 2006, 2014, 2015 e 2016. Apesar de não ter conquistado vitórias em 2012 e 2013, neste período o italiano testou os carros da Ferrari na Fórmula 1.

Carlo Ubbiali – Itália

Vamos ao terceiro italiano da nossa lista. Primeiro maior nome da motovelocidade. Entre os anos de 1951 e 1960, Ubbiali conquistou 9 grandes títulos, sendo 3 deles na Moto2/250cc e 6 na Moto3/125cc.

Durante sua carreira, fez 74 corridas, venceu 39 e chegou ao pódio 68 vezes.

Ángel Nieto – Espanha

Somando 13 títulos em sua carreira, o espanhol está em segundo lugar entre os maiores campeões da história da motovelocidade.

Vencedor 7 vezes da Moto3/125cc e 6 vezes a 80cc/50cc, Nieto ganhou seu primeiro título em  1969 e o último em 1984. Acumulou 90 vitórias e hoje é lembrado como um dos grandes heróis da motovelocidade pelos fãs do esporte.

Mike Hailwood – Reino Unido

Entre os maiores nomes da motovelocidade, também encontramos o britânico Mike Hailwood. Não podíamos deixá-lo de fora desta homenagem póstuma. Seu nome entrou para a história da velocidade e nela permanecerá.

Com 9 títulos mundiais de motovelocidade, sendo 4 da MotoGP/500cc, 2 da 350cc e 3 da Moto2/250cc, em 1963 Hailwood decidiu ir para a Fórmula 1.

Mesmo não obtendo mesmo sucesso que sua carreira na motovelocidade, o britânico persistiu na categoria até 1974 e subiu ao pódio apenas duas vezes. Uma na Itália em 1972 e outra em 1974 na África do Sul.

Durante o Grande Prêmio da África do Sul, Hailwood salvou um dos pilotos. Apesar de ter suas mãos e pés queimadas, Hailwood salvou o colega de corrida, após se acidentar e seu carro pegar fogo. Este foi um marco na sua vida e na história do automobilismo. Como reconhecimento pelo ato, recebeu a Medalha de Jorge, a segunda condecoração civil mais alta do Reino Unido.

Relacionados

Conheça nosso ecommerce

Acessar